quarta-feira, 25 de março de 2009

Já tá tudo planejado...

Vocês podem pensar que não, mas as destruidoras de lares existem... prova disso foi a conversa que a Beatrice ouviu numa van "Casa Verde" dia desses. Não queiram topar com uma assim em suas camas meus amigos. O diálogo foi mais ou menos assim, sem mais nem menos. E quem escreveu essas palavras foi a própria Bea:

- Ele acha que é assim... Tudo pode fazê. Nããããããããããõoooooo! Num é assim não. Eu num me conformo. E eu só pensava nela, como eu ia fazer com ela, mas aí eu pensei: ele também merece, me enganou tanto tempo, vô mata ele também. Vão ficar junto? Vão sim! Mas é embaixo de sete palmo de terra. Eu vou matar os dois.!! Eu faço a cama: ligo pra ela pra tomar uma cervejinha. Ela num aceitô ainda, mas vai aceitá e o dia que ela aceitá eu vou levar ela lá pra um barzinho que eu gosto e vou descarregar a caixa de bala que eu comprei. E depois, eu mato ele, termino as bala todinha nele. O meu filho? O meu filho vai ficar com a minha mãe. Ela cuida. Eu passei 17 anos da minha vida presa a um casamento, que deu nisso. Num tem problema passa mais 17 presa de novo. Faz um ano e oito meses que eu não tiro férias... 17 anos e 11 com outra! Num agüento! Já tá tudo planejado e ele tá crente que eu perdoei ele e eu tô um doce . Tudo que ele pede eu dou, ele queria um carro mais com o salário de 600 reais, como ele vai pagar parcela de 450? Eu sempre ganhei mais que ele, então eu comprei o carro. Porque eu ganho 1200, e dá pra comprar...
Se ele precisa de gasolina pra se divertir ,eu encho o tanque!!!! Tô tratando ele muito bem.O que ele não sabe é que eu rastreio o carro dele. Pus detetive atrás dele. 200 reais, ele me dá relatório com foto, todo dia me liga. Hoje mesmo eu já falei com ele. E desde que eu pus o detetive ele vai do trabalho direto pra casa, chega cedinho, bem bonzinho... Até parece que já sabe que vai morrer de graça.
E olha, que ele nem desconfia. Eu tô fazendo aula de tiro e ele acha que eu tô trabalhando. Mas eu tô fazendo aula pra acertá a cara deles. Faço lá no centro de terça e sábado e ele acha que eu tô trabalhando. Eu me fodendo. Eu trabalhei demais. Eu trabalhando em dois empregos e ele lá trabalhando das 6:00 as 2:00 da tarde. E ficava o resto do tempo com a sirigaita. Que falta de consideração. Não pensou um dia em mim, não pensou. Onze anos não são onze meses, não são onze dias e o filha da puta não pensou um minuto em mim. E ela? O que ela deu pra ele? Nada! Deu cama? Deu cama??? Eu pelo menos tive um filho com ele, dei um carro, construí minha casa. Eu sempre ganhei mais que ele... E ela deu cama??? Mas é assim, o detetive fica tentando me convencer pra não fazer isso, que eu vou estragar minha vida... Mais do que ela já tá estragada? Num tem jeito, já tá tudo planejado, os dois vão morrer.

2 comentários:

catchola disse...

Puta merda...que coisa viu... E quem tá errada ai? O mundo?
beijocas pera vc e pra beanca...

Anônimo disse...

logins gearing unacceptable merchandise penn plymouth utilised stabilized considering isdn leakage
semelokertes marchimundui